sexta-feira, dezembro 30, 2011

Entre o sonho e a saudade



Vivo entre o sonho e a saudade 

e vejo-te em cada partícula do tempo 

onde te beijo e respiro. 


Ardo na volúpia e o tempo pára. 

Acontece amor nos teus braços 

e desejo no teu sabor a "quero-te" 

feito de silêncios e olhares 

que soltam borboletas 

no ventre incendiado, inquieto, 

que clama a tua presença. 



É urgente ter-te agora, 

não apenas nas memórias 

guardadas na caixa do meu céu. 


Sinto-te perto, aqui comigo, 

nos dedos entrelaçados, 

lábios unidos, 

almas gémeas impregnadas 

de fantasias líricas 

e odores incessantes. 



Vivo entre o sonho e a saudade, 

entre o medo e a certeza, 

sem pronúncia de amor. 



Vera Sousa Silva
Enviar um comentário