quarta-feira, agosto 29, 2007

Cegos de Desejo



Chegaste de surpresa, sem eu te ver,
Tapaste-me os olhos e com tanto querer
Beijaste-me o pescoço, com sofreguidão,
Soube quem eras pelo toque da mão.
Despidos de roupas, nus de nós,
Levamo-nos apenas pela nossa voz,
Cegos de desejo, ávidos de loucura,
Solta-se o beijo, com tanta ternura.
E nesse roçar de coxas e joelhos que tremem,
Há vozes misturadas e gritos que gemem.
Sexos colados, rolam pela cama,
Corpos suados, acesos pela chama.
Finalmente exaustos, separam-se calmamente,
Acenam um adeus... ao coração que mente.

Vídeo feito pelo grande poeta Silvério Calçada http://www.luso-poemas.net/modules/smartprofile/userinfo.php?uid=749

Vejam e comentem! Ele é o máximo!

Enviar um comentário