sexta-feira, dezembro 15, 2006

Carta ao Pai Natal


Meu querido Pai Natal,
Velhinho de barbas branquinhas,
Promete-me que este ano
Te lembras de todas as criancinhas.

Aquele menino tão pobre
Que nem tem o que comer,
Traz-lhe para o lar abundância
Para que a fome, não mais o faça sofrer.

Aquela velhinha que passa
Dias sofridos de solidão,
Traz-lhe a família de volta
Para juntos viverem em paz e união.

A todos que estão doentes
E vivem em hospitais,
Dá-lhes a cura e saúde
Para que não sofram mais.

A todos os Homens que vivem
Pensando na guerra e na dor,
Oferece-lhes um novo coração
Repleto de paz e amor.

Espalha por toda a humanidade
Os preciosos ensinamentos de Jesus,
E faz com que todos os caminhos
Sejam plenos de alegria e luz!

Torna este dia tão belo,
Ainda mais mágico e especial,
E faz com que nos lembremos
Que todos os dias podem ser de Natal!
Enviar um comentário