sexta-feira, junho 15, 2007

Poeta Perfeito

Agarra-me e embala-me em teus versos,
Faz-me a musa da tua poesia,
Parceira de uma vida de alegria.
Entra em meus sonhos, tão dispersos,
Toma conta da minha inspiração
E faz do meu corpo teu refúgio, de paixão.
Lança tua âncora neste porto, para apenas
Regalares-te com meu puro sentimento
Que te entrego sem condoímento
E demonstro somente em meus poemas.
Sente o calor que já inflama
E vem, poeta, apagar esta chama.
Canta a música que ambos sabemos de cor
E transforma-te em bailarino de quimera.
Acaba com esta longa espera
E dá-me mais versos de amor,
Daqueles em que à noite me deito
E em que te espero, meu Poeta Perfeito.
Enviar um comentário