sábado, maio 10, 2008

No coração da alegria



Ergui-me das cinzas…
Sacudi o manto negro
Que escondia o meu rosto.
Lavei com as lágrimas
O grito da alma.
Lancei ao mar o corpo
Que carregava,
E nas ondas revoltas da maresia
Fiquei só,
Na areia fina,
Tocando ao de leve
No coração da alegria.


Vera Sousa Silva
Enviar um comentário