quinta-feira, março 12, 2009

Dueto - Baloiço-me em Ti


Perco-me na intensidade ardente
Dos teus olhos
Que ostentam a qualidade
Suprema do teu coração
E baloiço-me
Em partículas de luz.

Prendo-me a ti
Com a urgência de um grito
Dado num labirinto fortuito
Emoção partilhada em nós
E baloiço-me outra vez
Nesse olhar que seduz.

Entrego-te a alma
E renasço no teu corpo
Entre o beijo destemido
E a inocência do toque
Entre chamas encadeadas
Por metáforas delicadas.

E na fremida ausência de ti
Ouso parábolas de loucura
Contornos de lábios sentidos
Pela boca ávida de queixas
Das existências deixadas
Pelos beijos perdidos.

Vera Sousa Silva & Octávio da Cunha
Enviar um comentário