domingo, março 08, 2009

Num gemido


Aqui, no centro do meu corpo,
Que se abre em chamas,
Qual vulcão incendiário
Escorrendo magma
Em que penetras e t'afundas
Enlouquecendo-me os sentidos...
Espero-te!

Sei que virás possuído
Pelo desejo que t'engrossa
E t'acrescenta
E me tomarás todas as fendas
Cravando tuas mãos
Nos fartos seios
Entrando e saindo de mim.

Afogar-te-às nas minhas ardências
Que cederão aos teus gestos
E entre beijos carnais
E palavras de amor
Seremos um só
Num gemido...


Vera Sousa Silva
Enviar um comentário