quinta-feira, março 26, 2009

Dueto - Nuvens de Amor


Nunca me perguntes se sou
Nuvem radioactiva do Amor
Nunca me perguntes se vou
Viajar no espaço sideral da agonia
Sabes o que sou
Sabes que vou
Mesmo que não queira

Não me perguntes se quero
Envolver-te nos meus braços
E guiar-te por ondas de prazer
Feitas de pedaços de algodão
Doce como os beijos
Que me darás
Mesmo que ainda não saibas

Não perguntes se fui
Alma no teu corpo
Sou volúpia azul-marfim
Pedaço de sonho e de luz
Embrulhados em estrelas cadentes
Nascidos para te guiar.

Vera Sousa Silva & Octávio da Cunha
Enviar um comentário