terça-feira, outubro 24, 2006

Mais uma noite...

Mais uma noite que, enfim, chegou,
Esperei novamente por ti.
Em lágrimas e convulsões adormeci,
Junto a um telefone que não tocou.

Nas noite que vinhas, que loucura!!!
Nossos corpos só de cansaço adormeciam,
Nossos beijos palavras de amor diziam...
Via em ti louco amor, doida ternura.

Mandei-te embora naquela noite chuvosa,
Farta de ser apenas tua amante.
Não parei para pensar um instante
Que me farias uma falta tortuosa.

Tomara agora ver-te aqui entrar,
Ouvir-te dizer que és só meu...
A lua brilharia forte no céu,
Dedicaria a minha vida a te amar!

Mas tu não chegas...
E mais uma noite que, enfim, chegou...
Enviar um comentário