domingo, outubro 01, 2006

Tristeza

A tristeza invadiu a minha vida,
Sinto-me num beco sem saída,
Sem saber para onde vou.
Completamente incompreendida,
Sou como um barco à deriva,
Sem saber por onde navegou.

E se sinto algum alento,
Logo me vem ao pensamento,
Que não sei para onde ir.
A dúvida é um tormento,
Que não se esvai nem um momento.
Não sei para onde fugir.

Tomara saber-te dizer,
De forma que pudesses perceber,
Tudo o que me vai no coração.
Mas limito-me a esconder,
Tu finges não perceber,
Esta minha grande paixão.
Enviar um comentário