domingo, outubro 01, 2006

Perdida

Sinto-me perdida,
Sem saber como voltar,
Não há caminho nem rumo,
Não há esperança em nenhum lugar.

Não há sorriso que me alegre,
Não há palavras que me confortem,
Não há luz que me ilumine,
Só vejo almas que sofrem.

Sinto-me abandonada,
Esquecida em algum lugar,
Não há quem me procure,
E não me consigo encontrar.

Não há nada que me alimente,
Que ressuscite o meu ser morto,
Sinto que perdi a alma,
Vagueio perdida no meu corpo.
Enviar um comentário